Os Riscos de não ter um contador

Serviços de Contabilidade em Vitória
Fevereiro 3, 2017
Contador em Vitória ES
Fevereiro 3, 2017

Ao empreendermos um novo negócio, uma nova empresa, pensamos em praticamente tudo: fornecedores, projeto inicial, marca/logo, logística de mercadorias, etc., mas geralmente deixamos de lado um fator importante: o contador. Todos sabem os riscos de não ter um contador para a sua empresa?

Não são apenas a parte documental, mas a escolha de uma carga tributária ideal para a sua empresa só pode ser definida através de um estudo minucioso do tipo de negócio que será empreendido. Quem fará este estudo? O contador, por exemplo.

Portanto, os riscos de não ter um contador são grandes e devem ser levados em consideração. É um ponto de muita atenção fora que toda empresa deve ter os seus livros contábeis devidamente escriturados e só um contador com registro no CRC (Conselho Regional de Contabilidade) poderá fazê-lo.

Riscos de não ter um contador

Afinal, preciso mesmo de um contador?

Como já citado acima, muitas pessoas acreditam que a contabilidade serve apenas para a geração de impostos, mas a verdade é que existem inúmeras ações de um contador por detrás desta simples geração de impostos.

Inclusive, há uma lei específica que rege a utilização de um contador ou não. É a lei número 10.406/2002 (Novo Código Civil), art. 1.179 que, em poucas palavras, “obriga o empresário a seguir um sistema de contabilidade”.

Já é sabido que toda empresa precisa dos livros contábeis e que deverá pagar impostos sobre toda e qualquer nota fiscal emitida/gerada. Obviamente, todo este processo não poderá ser realizado apenas pelo próprio empresário empreendedor, certamente ele precisará contar com um contador.

Isto porque todas as documentações comprobatórias de todos os movimentos fiscais da empresa serão requeridos e servirão para o controle e guarda do próprio patrimônio da mesma.

Muitas vezes, os micro e pequenos empresários acabam não procurando o auxílio de um contador porque acreditam que não precisarão deste tipo de serviço.

A maior parte se justifica dizendo apenas que acham muito caro, ou que não sabem o que o profissional pode fazer por eles verdadeiramente, ou mesmo porque acham que o profissional contador os está enganando, e este tipo de pensamento é um tremendo engano, com certeza.

E este engano é fácil de se visualizar: um administrador empresário não conseguirá ser um contador e, ao contrário, um contador conseguirá administrar com certeza, pois consegue ter a visão do negócio.

Vale lembrar que a obrigatoriedade contida na lei 10.406/2002 independe do porte da empresa. Sejam pequenas, médias ou de grande porte, sempre haverá a necessidade da presença de um contador. (Exceção aos MEI’s, Microempreendedor Individual).

Atrasos ou mesmo a falta do CAGED, por exemplo, podem acarretar penalidades em forma de multas trabalhistas. O mesmo vale para o DCTF que por erros de preenchimento ou omissões acarretam multas pesadas emitidas pela Receita Federal.

Mesmo que não houvesse a legislação em questão, a presença de um contador serve também como um grande auxílio para que o empresário possa gerenciar seu negócio, pois toda a escrituração contábil, resultados contábeis, etc., lhe servirão em análises de lucro e se a empresa está ou não no rumo certo.

A tomada de decisão poderá utilizar estes resultados contábeis como um parâmetro a mais. Portanto, os riscos de não ter um contador não são apenas os relacionados à carga tributária, além da questão estar presente em lei.

Fonte de consulta: https://www.jornalcontabil.com.br/extrema-importancia-contador-para-sociedade/

Os Riscos de não ter um contador
Avalie esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *